NO AR!

Toca Brasil 1ª E...

Com Cristian Jr. Luzzi

Com a presença de ministros, evento destaca investimentos de SC no Exército

Conforme a Fiesc, de 2019 para cá, Santa Catarina vendeu mais de R$ 300 milhões em tecnologia e serviços para o Exército

19 de Maio de 2022 16:35

A tecnologia catarinense e o fornecimento de produtos e serviços foi destaque na 2ª edição da Expo Defense. A abertura do evento ocorreu nesta quinta-feira (19), na base aérea de Florianópolis e contou com a presença dos ministros Paulo Alvim, de Ciência, Tecnologia e Inovações, e Paulo Sérgio Nogueira, ministro da Defesa.

O objetivo do evento é integrar as Forças Armadas ao empresariado de Santa Catarina. Além do ministro, a vice-governadora Daniela Reinehr (PL) e o presidente da Federação Catarinense das Indústrias (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, também acompanharam a cerimônia de abertura.

— Embora tradicionalmente pacífico, o Brasil não pode prescindir de manter suas forças armadas capacitadas e em permanente estado de prontidão. Fica evidente, portanto, que o país precisa dispor de capacidade de dissuasão compatíveis com a sua estatura política, econômica e social no [inelegível] das nações — disse o Ministro da Defesa durante a cerimônia de abertura do evento.

Nogueira destacou ainda a importância do trabalho conjunto entre a indústria, a pesquisa científica e o Exército. Um dos exemplos disso é a atuação da Base Industrial do Exército (BID), que em sua avaliação, estimula a economia do país. No ano passado, essa área bateu recorde de exportações, somando 1,7 bilhões de dólares.

— Por meio da BID ajudamos a aquecer a economia e expandimos a economia do país. Geramos empregos de alto valor agregado e integramos o Brasil às cadeias produtivas globais de ponta, bem como fortalecemos alianças e parcerias estratégicas — comentou.

O evento, que se estende até sexta-feira (20), tem em sua programação seminários sobre o desenvolvimento de setores do Exército como a Marinha e a Força Aérea. Há estandes de diversas empresas e também exposição de equipamentos usados pelos militares brasileiros.

Conforme a Fiesc, de 2019 para cá, Santa Catarina vendeu mais de R$ 300 milhões em tecnologia e serviços para o Exército. Neste momento, o Estado é o sexto maior fornecedor para as Forças Armadas.

Fonte: DC

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar