NO AR!

Nova Manhã

Com Fabiana K. Pandolfo

Prefeitura de Chapecó quer aval de vereadores para financiamento de R$ 100 milhões

Recursos serão investidos em pavimentação, troca de lâmpadas e georreferenciamento

13 de Agosto de 2019 14:31

 


A prefeitura de Chapecó encaminhou três projetos para a Câmara de Vereadores do município solicitando autorização para financiamento no valor de R$ 100 milhões, junto a Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

O prefeito Luciano Buligon disse que o financiamento compreende várias obras de infraestrutura, inovação e meio ambiente e que é para pagamento em 10 anos, com dois anos de carência, e o custo dos juros e encargos serão de 10% ao ano.

- Nós tomamos várias medidas de enxugamento da máquina pública, com redução de cargos comissionados, pagamento de precatórios e redução de despesas que nos permitem acessar esse novo financiamento. Além disso, com o que vamos economizar em energia elétrica e aumentar arrecadação com as concessões e IPTU, entro outros, vamos conseguir pagar esses financiamentos, que vão ficar em R$ 1 milhão por mês – disse Buligon.

Um dos projetos, no valor de R$ 3 milhões, financiados na Caixa, prevê a troca de lâmpadas de 500 superpostes da Avenida Getúlio Vargas e mais algumas ruas próximas. Cada um desses postes têm quatro lâmpadas de vapor de mercúrio/sódio, que consomem 1760 watts/hora, num gasto mensal de R$ 253,85. O objetivo é trocá-las por lâmpadas de LED, que consomem 720 watts/hora e custam R$ 96,47 por mês.

- Só com essa medidas vamos economizar cerca de R$ 80 mil por mês – calculou o prefeito.

O projeto encaminhado ao Banco do Brasil, no valor de R$ 5 milhões, é para o georreferenciamento da cidade. De acordo com o prefeito a cidade tem 105 mil lotes e prefeitura não tem como fiscalizar pessoalmente todos. Com o sistema será possível monitorar ampliações dos imóveis, o crescimento da cidade, invasões de áreas, construções clandestinas, proteção das áreas de preservação, entre outras medidas.

Isso também vai gerar um incremento na receita do município.

O terceiro projeto, no valor de R$ 92 milhões, prevê uma série de obras. Uma delas é a Praça da Família, promessa de campanha de Buligon. Esse projeto será no antigo parque de máquinas da Prefeitura, no bairro São Pedro. Além de quadra, área verde, espaço de convivência e serviços, haverá obras de drenagem e uma bacia de contenção, para evitar alagamentos que ocorrem de vez em quando na região.

Também está prevista a duplicação da avenida Leopoldo Sander, revitalização da rua Uruguai, pavimentação da rua Marechal Deodoro no Bairro São Pedro e pavimentação de ruas ligando a Efapi com a Vila Mantelli.

Dentro desse pacote também está o projeto do Binário, que é a transformação das avenidas Nereu Ramos e Fernando Machado em sentido único, uma Norte/Sul e outra Leste/Oeste. Essa proposta foi elaborada por um estudo da UFSC, com o objetivo de melhorar a fluidez do trânsito em Chapecó.

Se autorizado para a Câmara o prefeito acredita que em dois meses os recursos estarão liberados pelos bancos.

Fonte: NSC

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar