NO AR!

Toca Brasil 1ª E...

Cristian Jr. Luzzi

Peça seu sucesso!

OUÇA AGORA!

Hoje, 14 de Dezembro de 2018

Primeiro cão salva-vidas de SC é aposentado pelos bombeiros

Ice atuou também na busca por vítimas do desastre de Mariana (MG). Agora, ele vai ajudar em terapias, visitação de colégios e cursos para treinar outros cães.

06 de Dezembro de 2018 10:00

O Corpo de Bombeiros de Santa Catarina aposentou o cão labrador Ice, o primeiro no estado a atuar como salva-vidas. O animal, com 9 anos, deve deixar os trabalhos nas praias de Itajaí para ajudar nas terapias em hospitais, na visitação dos socorristas a colégios e no treinamento de outros cachorros da corporação.

Além de salva-vidas, Ice foi cão de busca e atuou no desastre de Mariana (MG), em 2015. Ele atendeu mais de 80 ocorrências e possui certificações internacionais.

A decisão da aposentadoria veio em julho, contou o sargento Evandro Amorim, o condutor de Ice. O cão mora na casa do bombeiro, no Vale do Itajaí, e é considerado parte da família.

No final de julho, Ice apresentou uma infecção na próstata e desde então está em tratamento para a recuperação. Ice precisou tomar antibióticos por 40 dias e agora a saúde dele é acompanhada por um exame de ultrassom quinzenal.

O sargento enfatizou que o labrador não está debilitado. Geralmente os cães dos bombeiros são aposentados aos 10 anos. Ice completou 9 em setembro. Como teve a infecção, os socorristas decidiram adiantar a aposentadoria "para dar uma qualidade boa de vida para ele", disse o sargento.

 

Quarta geração de cães de busca

Ice é da quarta geração de cães de busca do Corpo de Bombeiros. Ele começou o treinamento com 45 dias de vida. Com 2 meses, foi para a casa do sargento Amorim.

"Ele convive com a gente na nossa casa e vai permanecer. É um membro da família dos Bombeiros e da minha também. Está sempre comigo", disse o sargento.

O cão trabalhou por duas temporadas como salva-vidas em Itajaí. O quartel da cidade fará agora uma avaliação dessa atuação para averiguar a possibilidade de treinar outros cães para esse serviço.

Fonte: G1

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar