NO AR!

Domingão da Nova...

Nova Fm

Peça seu sucesso!

OUÇA AGORA!

Hoje, 22 de Outubro de 2018

Família luta há sete anos por recursos para cirurgias da pequena Isadora

Menina nasceu com má formação óssea e sofre com dores

11 de Outubro de 2018 10:45

Uma luta que já dura sete anos. A notícia de que a filha nasceu com uma má formação óssea desestabilizou a dona de casa Zeli Selau que, desde 14 de abril de 2011, busca alternativas para melhorar a locomoção da pequena Isadora Selau, agora com sete anos.

A mãe ficou sabendo por um especialista em alongamento ósseo do Hospital Albert Einstein que a condição de Isadora é rara e existem apenas outros três casos no Brasil: dois em São Paulo e um em Maceió. Em dois hospitais de Porto Alegre os médicos disseram que não havia o que fazer, por isso Zeli precisou viajar em busca de respostas.

A família, que reside em Torres, no litoral gaúcho, descobriu através do mesmo médico paulista que existem cirurgias que podem transformar o futuro de Isadora. "É muito triste para uma mãe ver tudo isso e saber que é possível, mas não tenho como arcar com os custos", desabafou Zeli, que precisa de auxílio financeiro para viabilizar as operações, estimadas em R$ 80 mil cada (somando procedimentos cirúrgicos e internação).

O mais preocupante, conforme Zeli, é que são necessárias pelo menos quatro cirurgias, intercaladas em um intervalo de um ano, ou seja, se o tratamento iniciasse agora, terminaria somente em 2022.

"Não tenho mais emocional, tem sido muito difícil para todos nós. Ela já está ficando com problemas na coluna e reclama muito das dores nos pés e nos joelhinhos", relatou. A esperança de Zeli é que, quem tiver condições, ajude na arrecadação de recursos para viabilizar o tratamento da pequena bailarina, que caminha nas pontas dos pés. Até o momento a família arrecadou menos de R$ 5 mil e é preciso uma força tarefa para realizar o sonho de Isadora: usar sapatos e caminhar sem sentir dor. Quem tiver interesse em ajudar Isadora pode acessar o link da vaquinha online criada pela família.

Além disso, também é possível fazer doações por meio de depósito bancário na poupança da Caixa Econômica Federal, com o nome de Isadora Selau Santos da Silva. A agência é 0524, operação 013, conta 00009780-3.

Fonte: Correio do Povo

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar